O mapa-múndi segundo Donald Trump

Por Diogo Bercito

O presidente dos EUA, Donald Trump, celebra neste sábado seus primeiros cem dias de governo. Sua gestão, afirmou em entrevista à agência de notícias Reuters, tem sido menos suave do que ele imaginava ao concorrer a esse cargo. “Eu amava a vida que tinha antes. Eu fazia tantas coisas”, disse. “Agora eu tenho mais trabalho do que antes. Eu pensei que seria mais fácil.”

Foram cem dias de bastante movimentação na política externa — incluindo um surpreendente bombardeio à Síria neste mês, além da violenta retórica em relação à Coreia do Norte. O presidente americano alertou, na quinta-feira (27), sobre o risco de um conflito com esse país.

Há bastantes críticas a como Trump tem tratado de suas relações internacionais. Um usuário do Twitter comentou recentemente que sua visão de mundo é tão distorcida que poderia substituir a projeção de Mercator, utilizada para retratar o globo terrestre em uma superfície plana.

Inspirado nessa constatação, outro usuário utilizou um banco de dados dos discursos de Trump para moldar seu próprio mapa-múndi. Cada país tem um tamanho proporcional ao número de menções feitas pelo presidente americano. O México aparece inflado, enquanto o Brasil some na projeção.

Mapa de acordo com Donald Trump. Crédito Reprodução