Como sobreviver a uma catástrofe global?

Por Diogo Bercito

Ninguém está dizendo que vai acontecer. Respira. É apenas uma hipótese. MAS –se, assim, por acaso a sociedade entrar em colapso, o que fazer?

A pergunta já incomoda há algum tempo. Em 2008, um grupo de especialistas sugeriu durante uma conferência organizada pela Universidade Oxford que há 19% de chances de um evento catastrófico acontecer antes de 2100. Convenhamos que não faltam opções, como ataques terroristas, catástrofes naturais ou acidentes nucleares.

Então. Correr para as montanhas? Não, calma. O jornal britânico “Guardian” ouviu o especialista em crises globais Nafeez Ahmed e tem algumas sugestões para o caso –bastante improvável– de você ter que lidar com um cenário desastroso. Três dicas:

NÃO SE ESCONDA
Parece mais fácil fugir e lidar com o climão sozinho. Mas, segundo Ahmad, você não vai sobreviver assim. Você precisa da ajuda de outras pessoas, mesmo que a princípio elas pareçam uma ameaça (oi, antissociais?). A melhor estratégia é agrupar-se e tentar reconstruir a sociedade em grupo, defendendo-se de ameaças externas. E não, ninguém aqui mencionou um ataque zumbi. A foto abaixo entrou por acidente.

Cena da série "The Walking Dead". Crédito Reprodução
Cena da série “The Walking Dead”. Crédito Reprodução

FUJA DAS CIDADES
Aqueles filmes de catástrofes globais já avisaram, né? Cidades não são os abrigos ideais para cenários extremos. Tudo em uma cidade é interconectado e depende de uma infraestrutura específica. Dependemos de eletricidade, da coleta de lixo, do funcionamento do esgoto, do estoque do supermercado. Quando as coisas começam a falhar, tudo entra em risco, e há uma multidão lutando pelos mesmos recursos. É mais sensato viver no campo. Mas lembre-se do ponto acima –também não adianta se esconder em um buraco, sozinho.

ÁGUAS QUE MOVEM MOINHOS
Você vai imediatamente se preocupar com eletricidade e internet (como acessar este Mundialíssimo blog durante uma hecatombe?). Mas, acredite, sua prioridade é garantir água e terras cultiváveis, segundo Ahmad. A comida estocada no supermercado vai ser pilhada rapidamente, e você vai precisar produzir seu próprio alimento. O que nos leva de volta aos dois pontos anteriores: você vai precisar de companheiros, e a cidade não será o lugar ideal para a tarefa.

Para não terminar este post com um baixo astral, deixo abaixo o clipe de “Ghost Town”, do álbum novo da Madonna (mas ela devia ouvir o conselho do “Guardian” e sair logo da cidade, por via das dúvidas).