Que recompensa é oferecida pelo califa do Estado Islâmico?

Por Diogo Bercito

Enquanto escrevo essas linhas, autoridades em Paris acabam de prender sete suspeitos na região de Saint-Denis, em busca do mentor do massacre de Paris. Aqui em Bruxelas, onde estou desde segunda-feira (16), as forças de segurança têm feito buscas regulares no bairro de Molenbeek, relacionado a outros participantes do atentado.

Mas as investigações milionárias estão sendo feitas, no meio-tempo, para encontrar peixes muito mais gordos –incluindo o auto-proclamado califa Abu Bakr al-Baghdadi, líder da organização terrorista Estado Islâmico. Segundo uma lista publicada pela rede de TV americana CNN, os EUA oferecem até US$ 10 milhões por informações sobre seu paradeiro.

Não é a recompensa mais alta oferecida para encontrar líderes criminosos, no entanto. Baghdadi é superado, por exemplo, pelo atual líder da Al Qaeda. Abaixo, três destaques da compilação da CNN.

1. TERRORISTA QUE DERRUBOU O AVIÃO RUSSO

Restos do avião russo que caiu no deserto do Sinai.
Restos do avião russo que caiu no deserto do Sinai.

O governo russo está oferecendo US$ 50 milhões por informações em relação ao atentado que derrubou um avião no deserto do Sinai, deixando 224 mortos, 209 deles russos. É, segundo o canal americano, a recompensa mais alta já oferecida por um governo.

2. AYMAN AL-ZAWAHIRI

Ayman al-Zawahiri, atual líder da Al-Qaeda.
Ayman al-Zawahiri, atual líder da Al-Qaeda.

Os EUA oferecem até US$ 25 milhões por informações sobre o paradeiro do atual líder da Al-Qaeda, assim como também tinham oferecido somas milionárias para encontrar o terrorista Osama Bin Laden.

3. ABU BAKR AL BAGHDADI

Abu Bakr al-Baghdadi, auto-declarado califa do Estado Islâmico.
Abu Bakr al-Baghdadi, auto-declarado califa do Estado Islâmico.

Eis o auto-proclamado califa, pelo qual se oferecem US$ 10 milhões. Há diversos relatos de que ele pode ter sido morto ou ferido em ataques nos últimos meses na Síria, mas até agora as informações são pouco confiáveis.