O mundo segundo Donald Trump

Por Diogo Bercito

Para quem não tem acompanhado as declarações estapafúrdias do milionário americano Donald Trump, um singelo exemplo: o magnata, que concorrerá à Presidência dos EUA em 2016, afirmou recentemente que os imigrantes mexicanos são “estupradores”.

Tá bom? Se ainda não está, outros dois momentos brilhantes na carreira do magnata: em 2011, acusou o presidente Barack Obama de não ser um cidadão americano. Em 2013, afirmou no Twitter em 98% dos crimes de Nova York são cometidos por negros e latinos. O jornal espanhol “El País” discutiu as reações aos ditos de Trump, a quem interessar.

Diante de tanta sabedoria, o diário americano “Huffington Post” desenhou o mapa do que seria o mundo se descrito por Trump. A reportagem original tem versões ampliadas do mapa, para aqueles que quiserem checar os detalhes, mas na miniatura abaixo já é possível ver algumas das definições “trumpescas” do mapa-múndi.

O México, por exemplo, é um país chamado “Estupro”. A África responde pelo nome de “Obama é daqui”. Toda a América do Sul é a nação “Muito Quente para Usar um Terno”. A Islândia é algo como “Isso é o Estado Islâmico?”. E a Rússia, por fim, é descrita como o “Lar de Putin (o Trump da tundra)”.

O mundo segundo Donald Trump. Crédito "Washington Post"
O mundo segundo Donald Trump. Crédito “Washington Post”